O iPhone é melhor que os smartphones Android?

NOTÍCIAS

A resposta é SIM e NÃO, DEPENDE!

Agora você deve estar pensando: mas como assim?!

Espere, vamos explicar. Para responder isto, e para que você entenda melhor, antes precisamos analisar diversos fatores. De um modo geral, existe uma ideia de que o iPhone é melhor que qualquer smartphone Android, pois realmente é um ótimo smartphone, mas isto está mais relacionado ao marketing do que à realidade em si. A Apple é umas das marcas mais importantes, influentes e valiosas do mundo, tendo seu nome relacionado à qualidade e também ao elevado custo que cobra por seus produtos, tornando-se também símbolo de status. Além de fabricar o smartphone iPhone, a Apple produz diversos outros produtos, desde softwares, como o iOs, serviços de internet, produtos eletrônicos e acessórios, e até mesmo existe o rumor de que esteja planejando produzir veículos automotores. E claro, em cada área que ela atua, está associada a produtos de qualidade e alto valor comercial.

Apple, umas marcas mais valiosas do mundo

Voltando ao assunto de smartphones, devemos compreender que eles funcionam de forma muito similar aos sistemas de computadores que em grande maioria usam sistemas Windows, sendo este o sistema operacional usado em mais de 80% dos notebooks e computadores de mesa atualmente, no mundo. Simplificando, diríamos que o Windows é um programa de computação que controla o computador e todas as suas funções. Um dos principais concorrentes do Windows nos computadores é o programa Linux, e a partir deste Linux foi criado o sistema Android, que é o sistema operacional que controla hoje a maioria dos smartphones existentes.

Em um computador ou notebook você sabe que o desempenho que ele terá dependerá diretamente da configuração dele, das partes que compõe o hardware, sendo o processador uma das peças mais importantes. Existem os computadores com preços menores, feitos com peças (hardware) mais simples, que são mais lentos, que podem até travar para realizar determinadas funções, assim como existem os computadores mais caros, com desempenho extremamente rápidos, com processadores poderosos, que executam qualquer tarefa pesada com facilidade e rapidez. E praticamente todos esses computadores, apesar de terem desempenho muito diferentes, rodam o mesmo sistema operacional, o Windows. E as pessoas entendem, que a culpa do desempenho diferenciado entre eles não seria exatamente do Windows, mas sim, principalmente dos componentes que compõe o hardware deles.

Praticamente desta mesma forma, como funcionam os computadores, os smartphones também funcionam, ou seja, para terem um bom desempenho, eles dependem da configuração, das peças que foram usadas na sua fabricação. Os fatores que mais impactam no desempenho de um smartphone são principalmente o processador e a quantidade de memória RAM, pois estes dois fatores irão impactar diretamente no desempenho final do smartphone, e serão cruciais para que o smartphone não trave ou não fique lento. É comum as fabricantes de smartphones realizarem pequenas modificações no Android deixando-o com uma interface com características próprias, ou seja, você terá um visual parecido na tela e ícones de todos smartphones de uma mesma empresa. Nestes casos, o sistema Android um pouco modificado, ou “incrementado”, pode interferir um pouco no desempenho final de um smartphone, mas mesmo assim o principal fator do desempenho nos smartphones Android continua sendo a configuração dele. Por exemplo, algumas fabricantes acham que é importante o usuário ter o aplicativo do clima sempre ativo, e então, por padrão, o ativa em todos os seus smartphones, e isso acaba consumindo um pouco de bateria, memória e processador. Porém, para que você vai querer manter a previsão do tempo sempre ativa, enquanto você assiste algum vídeo, joga ou acessa suas redes sociais?

E da mesma forma como ocorre nos computadores com Windows, também ocorre com os smartphones Android, de existirem várias configurações, desde as mais simples, com baixo desempenho, até configurações mais completas, com modelos de smartphones muito poderosos. Já, isto é uma coisa que não ocorre no iPhone, que produz somente smartphones com configuração avançada, poderosa, utilizando sempre seu último e mais potente processador da Apple. E ainda, o sistema operacional do iPhone, o iOS, é mais leve que o Android, necessitando de menos memória RAM para trabalhar sem travamentos.

Como no mercado de consumo o preço é um fator muito decisivo na hora da compra de qualquer produto, os smartphones mais baratos acabam sendo,evidentemente, os mais vendidos. Como a grande maioria destes smartphones baratos vendidos são Android, eles acabam se popularizando em todo lugar, e como terão um desempenho fraco e ruim, acaba ficando a fama que Android não é bom, que não presta, ou coisas do gênero. Mas a culpa em si não é do sistema Android, mas sim do hardware do aparelho celular que está executando o Android, que é um aparelho fraco, ruim, de péssima configuração.

Tem alguns comerciais da Apple, que potencializam a fama de ruim do Android de uma maneira meio distorcida, como este, por exemplo:

Neste vídeo, aparentemente o iPhone é a solução dos problemas para quem tem smartphone Android com os problemas que ele citou. O comercial não cita que o smartphone problemático é um Android, mas pelo fato de que o grande rival do iOS ser justamente o Android, entende-se assim. Mas pelas falhas do celular citadas pelo personagem “Tristian P”, é notável que o smartphone fictício dele era algum modelo de entrada, “baratinho”, e já velhinho, com um certo tempo de uso bem elevado, não sendo culpa somente do sistema Android, mas sim principalmente por estar se tornando um smartphone velho e obsoleto para apresentar tantas falhas, coisa que até mesmo um iPhone antigo pode apresentar, devido à pouca memória e falta de atualização do iOs. Então, segundo o comercial, ele compra um iPhone e está tudo resolvido, porém, com o mesmo valor de um iPhone (ou menos, geralmente) ele consegue comprar um smartphone Android top de linha, que também será uma solução para ele e terá a mesma utilidade que um iPhone.

Sabemos que o processador é um dos principais fatores para o desempenho de um celular, e que a Apple lança seus iPhones com o último modelo de seus processadores, que ela mesmo produz, porém nos celulares Android básicos, mais simples, vem com processadores que sofrem até mesmo para executar o básico, como realizar ligações, navegar na internet ou redes sociais, para assim poderem ter um preço baixo e competitivo. Nestes casos, a grande maioria pensa que o baixo desempenho é culpa do Android, mas não é, na verdade é a configuração do smartphone que não ajuda.

Os smartphones são divididos basicamente em três tipos: os de entrada, intermediários e os flagships (top de linha).

Os smartphones de entrada são os mais vendidos, devido ao seu preço, e esses certamente são os causadores da fama que o Android não é tão bom quanto o iOS do iPhone. Os smartphones intermediários geralmente são bons, principalmente os intermediários premium, que possuem configuração de telefone intermediário, mas com alguma função dos top de linha (flagships).

Com os telefones flagships aí sim podemos ver a potencialidade e ótima funcionalidade do sistema Android. Nos flagships é que as fabricantes mostram do que elas são capazes, o que elas sabem fazer de melhor, instalando nesses smartphones suas melhores funcionalidades e melhores configurações que um smartphone pode ter, com os melhores processadores do mercado para garantir o máximo de potência no desempenho deles. E é nesta categoria que a Apple participa. Todos os iPhones são flagships, com a exceção dos modelos SE (iPhone SE) que seriam da categoria intermediário premium, mas com processador top de linha (e com isto, alto desempenho). Mas mesmo assim, talvez o iPhone SE estaria acima dessa categoria, pois ele usa praticamente as mesmas configurações que um top de linha iPhone usa ou usou em alguma versão anterior, como o processador, que é, de fato, um dos melhores e mais rápidos que existem. Você nunca verá um processador top de linha de um Android sendo usado num intermediário.

Processador Qualcomm Snapdragon

Num smartphone flagship (top de linha) o sistema Android roda tão liso quanto o iOS roda num iPhone, tanto que, é comum os processadores Bionic da Aplle, revezarem com os modelos Snapdragon 800 da Qualcomm na liderança de melhores processadores. Então, como a Apple praticamente só produz iPhones top de linha, ao contrário do Android que é utilizado em tudo que é tipo de aparelhos, fica a impressão de que iPhone é melhor. Mas na verdade, um iPhone, que é da categoria dos top de linha, é tão bom quanto um smartphone Android QUE TAMBÉM seja um top de linha. É comum que as grandes fabricantes de smartphones se revezem em quem tem o melhor aparelho, onde geralmente o último lançamento consegue ser mais potente que o da concorrência, e sendo assim, a Apple nem sempre tem o melhor celular.

Se você comprar tanto um iPhone, quanto um Android flagship, estará adquirindo um excelente smartphone. Escolha pela característica que mais lhe agrade (como por exemplo, a câmera, o desempenho ou a duração da bateria), e que caiba no seu bolso ($$$). Ao comprar um Android, opte por algum que venha com o processador Snapdragon 845 ou superior (855, 865…) que você não se arrependerá. Particularmente, digo até que, vale mais a pena comprar um top de linha Android de até dois anos atrás (no caso, atualmente com Snapdragon 845), do que um intermediário atual, que podem custar o mesmo preço, e mesmo sendo mais antigo, um processador Snapdragon 845 não deixou de ser um monstro, só porque surgiram outros mais potentes, e assim, ainda garante um desempenho superior à um smartphone intermediário.

Em questão de confiabilidade e qualidade, quem compra um produto Apple, compra algo extremamente bom, isso é indiscutível. Mas também existem outras marcas que possuem top de linha de qualidade, com processadores Snapdragon série “800” (845, 855, 865…) de altíssimo desempenho, como a Asus, OnePlus, Oppo, Xiaomi, Google Pixel, Razer Phone, Motorola, Vivo. Outra excelente fabricante de smartphones Android é a Huawei, mas ela não utiliza processadores Snapdragon, e sim seus próprios processadores, modelo Kirin, e neste caso, os melhores são os processadores Kirin 980 e Kirin 990. A Samsung lança ótimos parelhos top de linha, na linha Galaxy Note e Galaxy S, porém é comum ela lançar no exterior uma versão desses aparelhos com um processador mais potente (geralmente com o último modelo de processador Snapdragon série 800) e lançar no Brasil uma versão com o processador próprio da Samsung, o Exynos, menos potente que o Snapdragon. Se você escolher entre um iPhone ou um Android com uma configuração top de linha, você terá um ótimo smartphone e não se arrependerá de sua escolha.

Sendo um iPhone ou um Android potente, você estará bem acompanhado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *